Meditação

A MEDITAÇÃO

       A meditação é um processo de harmonização psicobioenergético responsável pela boa atuação do indivíduo no seu meio ambiente, assim como é relacionada a ele mesmo. Não se trata unicamente de harmonizar as glândulas neurais e o sistema emocional ou o sistema psicobiomotor, mas suas funções no nosso meio de vida servem aos mais diversos processos de cura, tendo sendo feitas pesquisas no Canadá e em Ohio para a identificação da importância da meditação em sua utilização no sistema hospitalar.

      O resultado foi surpreendente, com baixas nas quedas dos leucócitos alta nas taxas de hemoglobinas, compreendendo entre outros efeitos um sistema de arrefecimento corporal mais equilibrado.

      Essas pesquisas serviram para atestar que a importância da meditação não se limitou somente no quesito corporal, mas também no emocional e no bem-estar, uma vez que os seus praticantes gozavam de uma melhora no sistema bio-energético, e, portanto, na redução dos índices de depressão e ansiedade, estes tendo sido controlados com o equilíbrio do processo anteriormente citado.

      “É comumente associada a religiões orientais. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto à humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes, floresceu no Egito (o mais antigo relato), Índia, entre o povo Maia, etc. Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso.” (1)

     “Desde meados dos anos de 1970, o médico Herbert Benson publica livros e artigos científicos sobre o tema. .” (2)

    “Pesquisadores da Universidade de Havard descobriram que o corpo pessoas que praticam regularmente técnicas de relaxamento como meditação e Yoga tem mais capacidade para lutar contra uma doença do que aqueles que não praticam.

      Segundo a pesquisa, há genes que protegem o corpo de desordens como dor, infertilidade, hipertensão e artrite reumatóide. As mudanças, dizem os pesquisadores, foram induzidas pelo que eles chamam de “o efeito do relaxamento”, um fenômeno que pode ser tão potente quanto um medicamento, mas sem os efeitos colaterais.

      “Nós encontramos uma série de genes que combatem as doenças, ativados em pacientes praticantes de relaxamento, que não estavam ativos no grupo de controle”, explica Dr. Herbert Benson, professor de medicina da Universidade de Havard, que está à frente da pesquisa.(4)

      A experiência, que mostrou o quão sensíveis os genes são para humor, comportamento e meio ambiente, revelou que os genes podem ligar, tão facilmente como desligar .(4)

     Há distinção entre as formas de meditação, pois elas podem ser guiadas ou conduzidas pelo próprio praticante. Quando guiadas, geralmente apresentam um líder ou mesmo fazem uso de uma gravação. (3)

    Existem vários tipos de meditação, entre elas: Budismo kadampa (meditação para uma vida moderna), Meditação transcendental ( rumo à fonte dos pensamentos), Raja ioga (doce felicidade no coração), Kundalini ioga (energia vital que equilibra ), Vipassana ( plena atenção aos detalhes), Zazen (tudo é apenas um), Dança circular sagrada ( integração das diferenças), Hare krishna (espiritualidade com alegria ), Kriya ioga (devoção ao divino ), Meditação tântrica (para o benefício de todos os seres). (5)

      Com diferentes focos de concentração: foco na respiração (meditação do tipo zen, ou zazen), foco no movimento (exercícios físicos, danças ou simplesmente andando),  foco em um som (práticas hinduístas e budistas), foco na reflexão (uso palavras como perdão, compaixão e paz). (6)

SUA UTILIZAÇÃO

             “Desde meados dos anos de 1970, o médico Herbert Benson publica livros e artigos científicos sobre o tema. .” (2)

            “Pesquisadores da Universidade de Havard descobriram que o corpo pessoas que praticam regularmente técnicas de relaxamento como meditação e Yoga tem mais capacidade para lutar contra uma doença do que aqueles que não praticam.

      Segundo a pesquisa, há genes que protegem o corpo de desordens como dor, infertilidade, hipertensão e artrite reumatóide. As mudanças, dizem os pesquisadores, foram induzidas pelo que eles chamam de “o efeito do relaxamento”, um fenômeno que pode ser tão potente quanto um medicamento, mas sem os efeitos colaterais.

            “Nós encontramos uma série de genes que combatem as doenças, ativados em pacientes praticantes de relaxamento, que não estavam ativos no grupo de controle”, explica Dr. Herbert Benson, professor de medicina da Universidade de Havard, que está à frente da pesquisa.(4)

      É importante não confundir o estado meditativo com o sono, motivo pelo qual é recomendável que se medite sentado. O tempo médio recomendado é de 10 a 20 minutos, de preferência todos os dias.

      A posição de lótus, com as mãos postas em forma de concha, as pernas cruzadas e os olhos semi fechados, não é a única possível, tratando-se apenas de uma recomendação.

            Mantenha as costas eretas. Isso é muito importante. O pescoço e a cabeça devem ficar em alinhamento com a coluna. A postura deve ser reta mas não rígida. Mantenha os olhos semi-abertos, focalizados a uns dois metros à sua frente. Mantenha leve sorriso. Agora comece a seguir sua respiração e a relaxar todos os músculos. Concentre-se em manter sua coluna ereta e em seguir sua respiração. Solte-se quanto a tudo mais. Abandone-se inteiramente. Se quiser relaxar os músculos de seu rosto, contraídos pelas preocupações, medo e tristeza, deixe um leve sorriso aflorar em sua face. Quando o leve sorriso surge, todos os músculos faciais começam a relaxar. Quanto mais tempo o leve sorriso for mantido, melhor.

            À altura do ventre, pouse sua mão esquerda com a palma voltada para cima sobre a palma da mão direita. Solte todos os músculos dos dedos, braços e pernas. Solte-se todo como as plantas aquáticas que flutuam na corrente, enquanto sob a superfície das águas o leito do rio permanece imóvel. Não se prenda a nada a não ser à respiração e ao leve sorriso.”(1)

SUA INDICAÇÃO

 A meditação pode ser usada no combate a:

• hipertensão; (2) (4)
• doenças ligadas ao estresse; (2) (4)
• depressão, ansiedade e raiva excessiva; (2) (4)
• insônia; (2)
• infertilidade; (2) (4)
• artrite; (2) (4)
• irregularidades nos batimentos cardíacos; (2)
• no tratamento da dor em doenças crônicas, (2) (4)

• Equilíbrio Emocional; (2) (4)
• e para melhorar o sistema imunológico;(3) (2) (4)

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Os interessados em fazer uma triagem gratuita, entrem em contato.

Referências:

(1) http://pt.wikipedia.org/wiki/Medita%C3%A7%C3%A3o

(2) http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI222969-15257,00-MEDITACAO+E+O+REMEDIO.html

(3) http://www.iccfh.net.br/index.php?option=com_content&view=article&id=369%3Aneuroquimica-e-neurobiologia-da-meditacao&catid=4%3Aartigos&Itemid=37

(4)  http://espacokaizen.wordpress.com/2013/01/31/meditacao-confira-7-beneficios-para-a-saude/

(5) http://casa.abril.com.br/materia/testamos-10-tipos-de-meditacao

(6) http://saude.abril.com.br/edicoes/0318/bem_estar/conteudo_520841.shtml

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s