Gênesis e a numerologia

excalibur

      Sobre o livro do Gênesis, o texto original contem 78.000 letras hebraicas, e nele estão escondidos alguns mistérios da criação. Mistérios que agora estão sendo revelados à ciência, mas que já era partilhado por homens como Abraão e Moisés. Um exemplo é a narrativa da criação no Gênesis capitulo um, verso um, que diz : “Bereshit bará Elokim et HaShamaim v´et HaAretz [No principio criou Deus os Céus e a Terra]. Este verso contem seis palavras, e a primeira delas, seis letras, que são dividas em duas palavras: “Bará-Shit”. Estas duas palavras são lidas assim: “Criou Seis”. Isto é uma referencia aos seis dias da criação.
      A sabedoria da cabalá nos informa que, estes seis dias foram na verdade 42.000 anos divinos. Usando um pouco de matemática, descobrimos uma informação preciosa. O Salmo 90, escrito por Moisés, contem uma informação que nos ajuda a decifrar um dos segredos da criação. Ele diz: “Ante Ti, mil anos são com um dia que passou, uma vigília noturna”.
A matemática usada é bem simples: multiplicamos os informados 42.000 anos divinos pelo numero de dias que contem o ano divino. Para descobrirmos, qual o período decorrido em um ano divino, multiplicamos 1.000 por 365,25 dias do calendário solar.
1000 X 365,25=365.250
      O resultado obtido é de 365.250 anos. multiplicando este valor pelo numero de anos divinos em que a criação ocorreu, descobrimos o que somente agora a ciência esta afirmando.
42.000 X 365.250=15.3
      A criação ocorreu em quinze bilhões, trezentos e quarenta milhões e quinhentos mil anos. Mas isto é apenas o começo da sabedoria escondida no Gênesis. Como eu havia dito, o livro contem 78.000 letras hebraicas. Em setembro de 2003, o telescópio espacial “Hubble” foi apontado para os confins do universo, que segundo a ciência tem 78 bilhões de anos-luz, e o que ele descobriu nos deixa a todos com um sentimento de extrema humildade perante a obra do Criador.

      Pensando na imensidão do Cosmo, os “mistérios” da criação e a existência de vida nos confins do universo, e então me perguntei: “Que tipo de vida poderia haver lá, e como e quem seriam?”. Neste momento, a imagem da “Arvore das Vidas [A Arvore Sefirótica]” veio a minha mente, e o verso “Todos os mundos são formados e selados dentro dela, e então, visualizando a imagem da arvore na minha mente, lembrei-me de que cada sefirot tem em si outra arvore completa, e cada uma destas outras arvores tem dentro de si outras e assim sucessiva e infinitamente.. E o que eu ouvi enquanto realizava uma viajem pela “arvore” e para dentro de mim, foi impressionante – Quem reside nos confins do universo? A resposta foi “somos nós, nos estamos lá”.
Foi neste momento que me veio em mente uma imagem do Manuscrito de Voynich, e tudo ficou muito claro.. iniciei minha Teoria – Teoria da Célula Cósmica:

     O  limitado por uma membrana possui um espaço interno, espaço receptivo do elemento de si próprio – valor 1.. membrana: elemento formado por duas partes – 1 0.. 4 portas – troca de flúidos, interior à exterior… 1 que está em 0 em solidez e consequêntemente as partes – 2.. 3.. 4.. e assim sucessivamente até chegar ao 9, visto na imagem, membrana superior.. obs: note que a totalidade de portas no interior da célula, são/é 8.. 9 recebe o valor 1 – uno, totalidade e volta à sua origem [membrana inicial que reveste o 0] só que agora multiplicado – 1 1 0… Em minha humilde visão, a figura é a primeira célula da parte do TODO! A concepção do infinito – o círculo que está em tudo – ondas sonoras/de luz, aspiral em movimento.. etc etc… A engrenagem, o maná… “Tudo que está em cima está em baixo”… Estudo esta imagem já há algum tempo.. faz-me lembrar um trecho bíblico – “Onde tu estavas quando lancei os fundamentos da ‘terra’? Quando as estrelas da manhã juntas cantavam e todos os filhos de Deus gritavam em júbilo” Jó 38:47…

Ana Rita Sanches

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s